Última hora

Última hora

Hungria pede ajuda da União Europeia para travar derrame tóxico

Em leitura:

Hungria pede ajuda da União Europeia para travar derrame tóxico

Tamanho do texto Aa Aa

A Hungria pediu ajuda ao Mecanismo Europeu de Protecção Civil para fazer frente ao desastre industrial que começa a afectar o ecossistema do rio Danúbio.

As autoridades do país solicitaram o envio de especialistas em derrames tóxicos, descontaminações e meio ambiente, à medida que o rasto de morte se intensifica.

Na segunda-feira, uma fuga num reservatório de uma fábrica de alumínio na cidade de Ajka, 160 quilómetros a oeste de Budapeste, derramou mais de um milhão de metros cúbicos de lama tóxica sobre sete localidades próximas.

A catástrofe não respeita fronteiras e ameaça agora vários países da Europa, motivo pelo qual a Hungria apela a uma resposta colectiva.

Enquanto isso, o exército participa nas operações de limpeza e de ajuda às populações afectadas pelo maior desastre ecológico de sempre no país.

O acidente, cujas causas são para já desconhecidas, fez quatro mortos, entre eles uma criança de 14 meses, e mais de 150 feridos, de acordo com o último balanço oficial. Três pessoas estão desaparecidas.

Os animais tentam escapar, mas a maioria acaba refém da tragédia.