Última hora

Última hora

Hungria teme nova vaga de lamas tóxicas

Em leitura:

Hungria teme nova vaga de lamas tóxicas

Tamanho do texto Aa Aa

Uma nova maré de lamas tóxicas ameaça a Hungria.

O governo disse que a situação é “muito grave” e admitiu que o reservatório da fábrica de alumínio situada a oeste de Budapeste pode voltar a ceder e originar um novo derrame estimado em 500 mil metros cúbicos de lixo tóxico.

Sobre as consequências jurídicas da catástrofe ecológica, o primeiro-ministro assegurou que “vai começar uma nova era em que vai haver consequências”: “Há danos monstruosos. Perdemos vidas bem como a oportunidade para estar nesta região. Alguém tem de assumir as responsabilidades. A responsabilidade e a punição têm de ser proporcionais ao nível de estragos”, disse Viktor Orban.

Sete localidades foram afectadas pela maior catástrofe ambiental de que há memória na Hungria.

A aldeia de Kolontar começou a ser evacuada. Por estes dias, é nos centros de abrigo que os desalojados encontram algum conforto, à medida que decorrem os trabalhos de limpeza, que podem levar meses.