Última hora

Última hora

Educação em zonas remotas

Em leitura:

Educação em zonas remotas

Tamanho do texto Aa Aa

O Learning World desta semana leva-o à Síria, à Indonésia e à Colômbia onde, para certas comunidades remotas, ir à escola é uma aventura.

Ir à escola correndo risco de vida

Na Colômbia, a hora e meia de Bogotá, as crianças da comunidade rural de Los Pinos têm o desfiladeiro do Rio Negro – um abismo de 800 metros – a separá-los da escola. Há mais de 50 anos que o único meio de transporte é um cabo com um quilómetro de comprimento.

Modernidade e tradição na Indonésia

Na Indonésia, os programas de educação da Fundação Unidade na Diversidade tentam preparar as comunidades para o mundo moderno.
Nos últimos 10 anos, os 13 centros educativos criados na ilha de Mentawai já ensinaram três mil crianças. Transmitem conhecimentos como ler e escrever mas também desenvolvem a confiança e ensinam valores morais, regras de higiene, de vestuário e de nutrição a crianças de todas as religiões.

Escolas nómadas para os beduínos da Síria

Esta reportagem mostra-lhe imagens extraordinárias do deserto sírio, onde as tribos beduínas – desconfiadas dos programas de educação – descobrem que, afinal, estes não chocam com a herança ancestral.