Última hora

Última hora

Quirguistão: nacionalistas lideram contagem dos votos mas não há maioria

Em leitura:

Quirguistão: nacionalistas lideram contagem dos votos mas não há maioria

Tamanho do texto Aa Aa

O partido nacionalista lidera a contagem de votos no Quirguistão mas não há uma maioria clara.
 
A população foi às urnas este Domingo.
 
 
São as primeiras eleições numa região dominada por regimes autoritários.
 
Em Bichkek, as expectativas da população são elevadas.
 
“O mais importante é que a vida melhore. Os regimes antigos não funcionaram”, afirma uma professora da capital.
 
“Quero que eles tomem conta das pessoas”, diz um residente de Bichkek.
 
Os Estados Unidos – que detêm uma base aérea no país – apoiam a criação de uma democracia parlamentar. Moscovo alega que o novo sistema vai fomentar o extremismo e a desintegração.
 
A chefe de Estado interina, Roza Otunbayeva, considerou que que o país tem razões para orgulhar-se pelo carácter pacífico do escrutínio.
 
Otunbayeva assumiu o poder depois de uma revolta popular em Abril que depôs o presidente Kurmanbek Bakiyev.
 
O antigo líder da oposição tinha tomado o poder em 2005 após motins populares.
 
Desde a queda da União Soviética que o país de 5 milhões de habitantes é governado por regimes autoritários.
 
O principal desafio do próximo governo é acalmar as tensões entre quirguizes e uzbeques. Em Junho, 400 pessoas morreram em confrontos étnicos.