Última hora

Última hora

Mandela desmistificado por Mandela

Em leitura:

Mandela desmistificado por Mandela

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-presidente sul-africano e líder do movimento anti-apartheid, Nelson Mandela, publica esta semana um relato pessoal do seu percurso de activista, prisioneiro e estadista.

O livro, intitulado “Conversas comigo próprio”, compila dezenas de documentos pessoais num auto-retrato inédito, que inclui as dúvidas, receios e paixões do prémio Nobel da Paz.

Uma biografia inédita que percorre mais de cinquenta anos da vida de um homem que não quer ser recordado como um santo.

Para a filha de Mandela, “trata-se de um presente maravilhoso para mim e para os leitores. Foi emocionante encontrar uma passagem onde fala de mim e da minha poesia”.

A obra, que chega esta semana às livrarias ,inclui pela primeira vez várias referências à época anterior à sua detenção nos anos sessenta.

A sua relação com uma activista branca anti-apartheid, os momentos de desânimo na cadeia de Robben Island durante 18 anos ou a sua paixão pela segunda esposa Winnie Mandela, sucedem-se ao longo das mais de 400 páginas do livro.

Aos 92 anos, Nelson Mandela realiza um exame de consciência, em público, para afirmar que nunca “foi um santo”, mesmo que, “considere um santo como um pecador que busca a redenção”.