Última hora

Última hora

Mão pesada para policía grego

Em leitura:

Mão pesada para policía grego

Tamanho do texto Aa Aa

Pena máxima para o polícia grego que em 2008 matou um adolescente.

O agente de 39 anos foi condenado a prisão perpétua.

O colectivo de juízes considerou o polícia culpado “de homicídio intencional” e de “uso indevido da arma”.

A justiça condenou, ainda, um outro agente a 10 anos de prisão por cumplicidade.

Alexis Grigoropulos, de 15 anos, foi morto a tiro em Dezembro de 2008, depois de um desentendimento com os polícias.

O homicídio do jovem originou uma onda de protestos e paralisou o país durante três semanas.

A família aplaude a decisão da justiça, mas nas ruas muitos acreditam que os agentes foram condenados para evitar mais tumultos.

“Temos o exemplo de um outro policia que matou um jovem e que acabou por ser libertado. Foi libertado apesar de ser um homicida. Este veredicto resulta da pressão social. Penso que foi uma boa decisão.” afirma um homem.

O adolescente foi morto num bairro de Atenas e aí começou os protestos que depressa se alastraram a outros locais. Grupos de jovens apedrejaram montras de lojas, incendiaram vários carros e atiraram bombas incendiárias contra as forças da ordem.