Última hora

Última hora

Obama mostra que ainda pode voltar a vencer

Em leitura:

Obama mostra que ainda pode voltar a vencer

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama tem três semanas para tentar recuperar o carisma que o levou ao poder em 2008.

O presidente norte-americano, acompanhado do vice-presidente Joe Biden, regressou ontem ao seu bastião eleitoral na Philadelphia para tentar convencer descontentes e indecisos, na corrida para as eleições de meio-mandato no dia 2 de Novembro.

“Os nossos adversários apostam na vossa abstenção, no vosso silêncio, na vossa amnésia, na vossa apatia, eles estão à espera que os jovens fiquem em casa, que os sindicalistas, os afro-americanos e as famílias de classe média se abstenham”.

Segundo as últimas sondagens, 52% dos eleitores estarão dispostos a dar uma maioria aos republicanos no Congresso e no Senado.

Num momento em que o desemprego atinge os 10%, a economia é um dos principais calcanhares de Aquiles de Obama que vai anunciar esta segunda-feira um novo plano de investimentos públicos.

A situação económica dos Estados Unidos representa também um filão para o movimento de extrema-direita Tea-Party que, poderá ser o terceiro elemento das eleições de Novembro.

Mas o discurso do grupo que mistura nacionalismo e religião poderá ainda mobilizar à última hora o eleitorado progressista, em especial os mais jovens que deverão ser uma vez mais determinantes no resultado final dos Democratas.