Última hora

Última hora

Parada Gay em Belgrado ensombrada por acções violentas

Em leitura:

Parada Gay em Belgrado ensombrada por acções violentas

Tamanho do texto Aa Aa

À terceira foi de vez… Belgrado assistiu à primeira marcha de Orgulho Gay.

Os homossexuais sérvios fizeram história, com um desfile pacífico pelas ruas do centro da capital, enfrentando ameaças de grupos radicais homofóbicos e contrariando as demais orientações religiosas.

No decorrer das celebrações um grupo com cerca de 6 mil militantes de extrema-direita tentou impedir a marcha lançando pedras, paus, garrafas e tijolos contra a polícia.

Os cerca de cinco mil agentes antimotim que ocuparam o centro da cidade usaram gás lacrimogéneo para dispersar a rebelião.

Nos confrontos 110 polícias ficaram feridos e foram detidos mais de 100 elementos violentos.

Os tumultos deixaram um rasto de destruição. Vidros de montras partidos, sinais de trânsito destruídos e caixotes do lixo incendiados. Os manifestantes entraram ainda no edifício da televisão estatal, deitaram fogo à sede do Partido Democrático do Presidente Boris Tadic e atacaram também a do parceiro de coligação, o partido Socialista.