Última hora

Última hora

França parada contra a reforma das pensões

Em leitura:

França parada contra a reforma das pensões

Tamanho do texto Aa Aa

Em França 3 milhões de manifestantes deverão sair às ruas esta terça-feira. Protestam contra a reforma das pensões, que aumentou a idade mínima de aposentação dos 60 para os 62 anos e dos 65 para os 67 se se pretender sair com a pensão completa. Estas medidas vão ser aplicadas, gradualmente, até 2018. De fora ficam as mulheres com mais de três filhos.

A guerra dos números, entre sindicatos e autoridades é já habitual mas uma coisa é certa, a mobilização de franceses nesta jornada de luta é maior do que na de 2 de Outubro.

O executivo francês fala de 40,4 por cento de participação, os sindicatos apontam para mais de 53.

A paralisação é geral. O sector dos transportes é um dos mais afectados. A União dos Transportes Públicos e Ferroviários diz que 75 por cento dos serviços de passageiros funcionam apenas a 50 por cento.

A Direcção Geral de Aviação Civil francesa pediu às companhias aéreas a redução de cinquenta por cento dos voos em Paris. Em Lyon há mais de 4 dezenas de voos anulados. Por toda a França a situação é idêntica. A alternativa são os transportes particulares e pedalar.