Última hora

Última hora

Hong Kong quer casas mais económicas

Em leitura:

Hong Kong quer casas mais económicas

Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong vai restringir a imigração… dos ricos. Para acabar com a especulação imobiliária, a região administrativa especial chinesa vai deixar de atribuir autorizações de residência aos estrangeiros que comprem casas e retira o imobiliário da lista de classes de activos em que se pode investir, isto já a partir desta quinta-feira.

“Em circunstâncias normais, o mercado adaptar-se-ia à procura. Mas se os preços dos apartamentos continuam a aumentar e os promotores não fazem nada, então o governo irá leiloar terrenos para a construção de habitações mais pequenas, para estabilizar os preços”, a ameaça é de Donald Tsang, o director-executivo de Hong Kong.

O preço do imobiliário subiu 15% desde o início do ano. Torna-se cada vez mais difícil para a população menos abastada habitar em Hong Kong. Uma população que já começou a manifestar o seu descontentamento com a situação.