Última hora

Última hora

Mineiro resgatado exige mudanças nas condições de trabalho

Em leitura:

Mineiro resgatado exige mudanças nas condições de trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

São as primeiras imagens do mineiro Mario Sepúlveda, o segundo a ser resgatado do fundo da galeria subterrânea, a 622 metros de profundidade.

Nos últimos 69 dias Sepúlveda foi o operador de imagem oficial dos mineiros e um dos principais animadores do grupo.

Depois de ter passado o exame médico, o mineiro pôde finalmente encontrar-se com os seus familiares e tecer as primeiras críticas às falhas de segurança dentro da mina de San José, responsáveis pelo acidente de Agosto.

“Eu estive com Deus e com o Diabo, os dois tentaram controlar-me mas foi Deus que ganhou, eu agarrei a mão e de Deus que era a melhor. Tive sempre uma grande fé nos profissionais chilenos e no grande criador que é Deus”.

“Eu acho que este país tem de compreender, de uma vez por todas que precisa de fazer uma reforma no mundo laboral. Precisa de fazer grandes mudanças. Nós os mineiros não vamos ficar por aqui nas nossas reivindicações”.

Os 33 mineiros deverão ser ouvidos nos próximos dias no quadro de um inquérito ao acidente de Agosto. Os resultados preliminares apontavam para várias falhas de segurança, nomeadamente a falta de uma saída de emergência no túnel onde se registou o desmoronamento.

Mas para já é a expectativa das famílias e a emoção dos reencontros que dominam os sentimentos em Copiapó.

Centenas aguardam no acampamento Esperanza a chegada dos familiares, depois de uma longa espera de 69 dias, 17 dos quais sem qualquer notícia dos familiares.