Última hora

Última hora

Confrontos marcam protestos estudantis

Em leitura:

Confrontos marcam protestos estudantis

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Lyon, no sudeste de França, foi palco de confrontos entre as autoridades e estudantes associados ao movimento de contestação da reforma das pensões.

O movimento estudantil uniu-se na terça-feira ao protesto convocado pelos sindicatos de vários sectores.

A intervenção da polícia em Lyon é contestada por estas duas jovens que dizem que vieram “apenas manifestar-se” e foram recebidas com gás lacrimogéneo e golpes de bastão.

Os incidentes esporádicos de violência repetiram-se durante manifestações em várias outras cidades, com a responsabilidade atribuída pelas autoridades a jovens encapuçados.

Em Montreuil, nos arredores de Paris, uma mobilização pacífica denunciou esta manhã a hospitalização de um jovem, gravemente ferido na véspera por uma bala de borracha disparada pela polícia.

Na capital, as manifestações culminaram na sede do executivo.

A nível nacional, os protestos perturbam o funcionamento de 300 liceus, segundo o governo, 900 segundo os sindicatos.