Última hora

Última hora

"Paula" fustiga Havana sem fazer vítimas

Em leitura:

"Paula" fustiga Havana sem fazer vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

A tempestade tropical Paula atravessou a capital cubana com fortes ventos e chuvas que provocaram quedas de árvores, inundações e cortes de electricidade numa grande parte de Havana.

Apesar dos ventos máximos de 105 quilómetros por hora, não há registo de vítimas e os danos materiais são limitados.

Depois de passar de furacão a tempestade tropical ao chegar à ilha, a intempérie continua a enfraquecer e pode mesmo descer para a categoria de depressão tropical nas próximas horas.

As únicas evacuações registaram-se na província ocidental de Pinar del Rio, uma das mais afectadas pelos furacões destrutivos de 2008 e aquela onde os efeitos da tempestade tropical Paula foram particularmente sentidos.

Em Cuba, o mês de Outubro é visto com particular apreensão, já que historicamente concentra o maior números de furacões da temporada, muitos dos quais de forte intensidade.