Última hora

Última hora

Moscovo tenta ganhar terreno no Árctico

Em leitura:

Moscovo tenta ganhar terreno no Árctico

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia vai reforçar as pesquisas científicas no Árctico.

O país acaba de inaugurar uma estação flutuante que durante um ano vai albergar 15 investigadores.

A estação vai estudar fenómenos ligados à atmosfera, gelo e oceano. Dados que visam sustentar as reivindicações russas no Árctico.

O responsável pela expedição espera que a ciência possa contribuir para alargar a plataforma continental russa. E esse, afirma, é o objectivo da estação, alargar as fronteiras exteriores da plataforma.

Rússia, Estados Unidos, Canadá e Dinamarca são apenas alguns dos países que cobiçam a região onde podem estar até 25% depósitos ainda não descobertos de petróleo e de gás natural de todo o mundo.

A Rússia admite que a região polar se torne até 2020 a principal fonte de recursos estratégicos.