Última hora

Última hora

Obama tenta mobilizar eleitorado

Em leitura:

Obama tenta mobilizar eleitorado

Tamanho do texto Aa Aa

Em pouco mais de duas semanas, os americanos elegem um novo Congresso e um novo quadro de governadores.

O Presidente dos Estados Unidos faz o que pode para mobilizar o eleitorado para um escrutínio onde os resultados vão ser, sobretudo, interpretados como uma avaliação de quase dois anos de presidência Obama.

“O maior erro que podemos cometer neste momento, a pior coisa que podemos fazer, é voltarmos às mesmas políticas responsáveis, desde o início, pelo caos em que nos encontramos” afirma Obama.

A crise económica penaliza os democratas e favorece os republicanos. Os analistas admitem que o partido de Barack Obama possa vir a perder a maioria na Câmara dos Representantes. E essa é a aposta de Sarah Palin:

“Pedimos aos líderes para que não hipotequem o futuro das nossas crianças com mais dívidas e que compreendam que aumentar as taxas federais, num momento económico difícil, é uma receita para o desastre, para a bancarrota do país.”

A crise parece ter ficado, no entanto, à porta das eleições.

De acordo com o comité de campanha republicano, em Setembro, foram gastos cerca de 40 mil euros em acções de campanha para a Câmara dos Representantes.