Última hora

Última hora

Turquia: Julgamento de 151 activistas curdos

Em leitura:

Turquia: Julgamento de 151 activistas curdos

Tamanho do texto Aa Aa

Começou esta segunda-feira em Diyarbakir, no sudeste da Turquia, o julgamento de 151 políticos e militantes curdos. São acusados de pertencer ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão(PKK), considerado pela Turquia, União Europeia e Estados Unidos como organização terrorista.

Entre os suspeitos, há 12 autarcas, incluindo o presidente da Câmara de Diyarbakir. O despacho da acusação é um documento de 7500 páginas e o processo deve demorar vários meses.

Bruxelas está de olhos postos no julgamento. A Comissão Europeia deve publicar em Novembro o relatório anual sobre os progressos de Ancara para a integração nos 27. No ano passado, a Comissão denunciou o uso de leis antiterroristas contra cidadãos que se exprimiram de forma pacífica sobre os problemas curdos.

Dezenas de activistas deslocaram-se a Diyarbakir para acompanhar a primeira audiência.

Os rebeldes do PKK lutam pela autonomia dos curdos desde 1984. O conflito provocou 40 mil mortes. A população curda representa 20 por cento da população da Turquia.