Última hora

Última hora

França: protestos de estudantes manchados por actos de vandalismo

Em leitura:

França: protestos de estudantes manchados por actos de vandalismo

Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos entre jovens e a polícia de choque voltaram a repetir-se esta manhã em Nanterre, nos arredores de Paris. À semelhança do que aconteceu ontem, o protesto dos estudantes contra a reforma do sistema de pensões degenerou em violência.

A mobilização estudantil está em alta. De acordo com o ministério da Educação, 379 escolas secundárias aderiram hoje aos protestos. O principal sindicato dos estudantes fala em 1200 escolas em greve ou em protesto. Também 20 universidades decidiram aderir à greve de hoje.

Mas as imagens que ficam da contestação são actos de vandalismo e confrontos com a polícia. Muitos justificam que são grupos de jovens infiltrados que protagonizam esses actos.

Os estudantes dizem apenas querer participar no movimento contra a reforma do sistema de pensões. Apesar de ainda não trabalharem e da reforma ser uma preocupação longínqua, milhares têm saído às ruas para se unirem às reinvindicações dos mais velhos.