Última hora

Última hora

Luta pelo controlo de depósitos de combustível

Em leitura:

Luta pelo controlo de depósitos de combustível

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia francesa interveio esta madrugada para desbloquear o acesso a alguns depósitos de combustível nas localidades de Mans e de Donges.

A operação foi feita sem grandes distúrbios com o corpo de intervenção a afastar os grevistas.

No contexto dos protestos contra a reforma do sistema de pensões pelo menos doze refinarias estão paradas.

O governo anunciou que não haverá cortes de combustível apesar do encerramento de inúmeras estações de serviço.

O primeiro-ministro francês François Fillon afirma que vai tomar medidas contra a acção dos manifestantes.

“O governo deve assegurar o funcionamento normal do país porque ninguém tem o direito de tomar como refém um país inteiro, a economia e os empregos. O governo vai continuar a afastar os manifestantes que bloqueiam os depósitos de combustível e irá activar um plano com vista ao abastecimento de gasolina às estações de serviço”, disse François Fillon na Assembleia Nacional.

Segundo o plano governamental, poderá levar quatro a cinco dias a regularizar a situação.

O sector dos transportes é onde a adesão à greve tem sido mais elevada. Caminhos-de-ferro e aeroportos foram gravemente afectados.

Na quinta-feira está previsto um encontro de líderes sindicais que irão discutir os próximos passos a tomar.