Última hora

Última hora

Reino Unido aplica austeridade à Defesa

Em leitura:

Reino Unido aplica austeridade à Defesa

Tamanho do texto Aa Aa

Nos próximos quatro anos, o Reino Unido vai reduzir em oito por cento o orçamento da Defesa. Um corte que significa a supressão de milhares de postos militares e civis e que se insere nas medidas de austeridade destinadas a reduzir um défice público estimado em mais de 10 por cento do PIB para 2010.

No Parlamento, o primeiro-ministro David Cameron disse que “o Iraque e o Afeganistão mostraram o imenso custo financeiro e humano de intervenções em grande escala. É preciso melhorar o tratamento das causas de instabilidade e não lidar apenas com as consequências”.

A Força Aérea e a Marinha perderão cinco mil efectivos, enquanto o Exército será reduzido em sete mil homens. O ministério da Defesa eliminará vinte e cinco mil postos atribuídos a civis.

Como parte do plano de poupança, o navio insígnia da Marinha, o Ark Royal, será desactivado. O Reino Unido abandonará também a frota de caças “Harrier” de descolagem vertical.

Tema de discórdia entre conservadores e liberais na coligação governamental, a decisão sobre um novo sistema de dissuasão nuclear é adiada para depois das próximas legislativas, dentro de cinco anos.