Última hora

Última hora

França mantém estado de alerta social

Em leitura:

França mantém estado de alerta social

Tamanho do texto Aa Aa

A Praça Bellecour, na cidade francesa de Lyon, palco de cenas de violência, na terça-feira, continua a concentrar as atenções.

Mantém-se, no local, um forte dispositivo policial, para dissuadir grupos de jovens que, ao longo de toda esta quarta-feira, continuaram a acorrer ao local.

O presidente da Câmara, o socialista Gérard Collomb, já separou as águas. A violência não tem nada a ver com a constestação social, disse o autarca.

Uma violência que alastrou a todo o centro. O ministro do Interior esteve em Lyon, para avaliar a situação.

O fenómeno não foi um exclusivo de Lyon. Outras cidades como Nanterre e Paris também foram alvo de manifestações de protesto contra o proposta de revisão da lei das reformas.

Na capital, activistas sindicais maniferstaram-se no Aeroporto Charles De Gaulle, um das plataformas de transporte com funcionamento perturbado, ao longo dos últimos dias.

Mas também as imediações do Parlamento receberam manifestantes.

Cenário que se deve repetir, esta quinta-feira, porque, ainda sem certezas, é possível que os deputados votem hoje a proposta governamental.

Também hoje, os sindicatos devem marcar nova jornada de luta. Provavelmente, para a próxima quarta-feira.