Última hora

Última hora

França: sindicatos prometem reforçar mobilização

Em leitura:

França: sindicatos prometem reforçar mobilização

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam as acções de protesto contra a alteração da idade da reforma em França. Os sindicatos prometem reforçar as manifestações a partir da próxima semana. Esta tarde, devem conhecer-se as datas exactas, depois de uma reunião intersindical.

Marselha é hoje o espelho da contestação. A recolha de lixo está interrompida, os transportes públicos quase não circulam e o porto continua bloqueado.

Centenas de manifestantes participaram numa operação de marcha lenta na auto-estrada. A polícia não tardou a intervir.

“Não estamos aqui para confrontos, nem para nos magoarmos”, sublinha um manifestante. “Há mulheres e crianças connosco. Vamos com calma e se a polícia vier, vamos para outro lado”, conclui.

Os manifestantes bloquearam, ainda, as estradas de acesso ao aeroporto de Marselha. Alguns passageiros percorreram os últimos quilómetros a pé para não perder o voo.

Uma mulher afirma compreender as razões do movimento, mas queixa-se de que é incómodo porque tem de apanhar um avião e em uma hora só avançou um quilómetro.

Apesar dos protestos, o voto do projecto de lei que altera a idade da reforma dos 60 para os 62 anos só deve acontecer esta sexta-feira porque ainda há cerca de 200 emendas para analisar. Uma delas, aprovada esta noite, abre as portas a uma revisão da lei após as eleições presidenciais de 2012.