Última hora

Última hora

Israel edifica 550 novas casas nos colonatos da Cisjordânia

Em leitura:

Israel edifica 550 novas casas nos colonatos da Cisjordânia

Tamanho do texto Aa Aa

As negociações de paz israelo-palestinianas são de novo abaladas pela questão da expansão dos colonatos.

Desde o fim da moratória de dez meses, no final de Setembro, o estado hebraico lançou-se na construção de mais de 550 novas casas na Cisjordânia.

Um número quatro vezes superior à totalidade das construções edificadas nos últimos dois anos.

Para a responsável da organização Peace Now, “a verdadeira questão é de saber se Israel prolongar a moratória, o que atrasaria a conclusão das obras em curso, ou se vai ficar de braços cruzados, para recuperar o tempo perdido durante a paragem de 10 meses”.

Para os palestinianos, só o prolongamento da moratória poderá permitir a continuidade das negociações de paz apoiadas por Washington.

“A expansão dos colonatos é um acto unilateral, uma acção colonialista, e que põe em causa as actuais discussões. Não podemos estar a discutir o fim dos colonatos quando Israel continua a expandi-los”, segundo o ministro palestiniano da habitação.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netaniahu tenta relativizar a situação:
“O debate sobre as novas construções nos colonatos é um obstáculo artificial, quando são os próprios palestinianos que afirmam que esta construção ocupa apenas uma pequena percentagem da área das instalações e que não modifica o mapa dos colonatos”.

Washington tenta nas últimas semanas que Israel aprove uma nova moratória para evitar o fracasso das negociações de paz.