Última hora

Última hora

Divisões persistem no G20

Em leitura:

Divisões persistem no G20

Tamanho do texto Aa Aa

Com a cimeira do G20 a começar em Seoul, na Coreia do Sul, os países participantes continuam divididos.

Os Estados Unidos insistem em fixar objectivos rígidos, por forma a obrigar os países com excedentes comerciais, como a China, a subirem as taxas de juro.

O saecretário norte-americano do Tesouro, Tim Geithner, propõe limitar os superavits ou défices na conta corrente a 45 do PIB. Os outros países, para já, opõem-se.

No entanto, o ministro japonês das Finanças admite que estas medidas venham a ser tomadas: “Temos dúvidas sobre se deve ou não haver objectivos rígidos. Mas quando temos que rectificar todos os desequilíbrios, isso pode ser uma boa ideia”.

Nesta reunião participam os ministros das Finanças dos 20 países mais importantes para economia mundial, ou seja, os oito membros do G8 mais 12 representantes das economias emergentes. Também os mais importantes banqueiros centrais estão aqui representados.

Tudo isto faz com que Seoul seja uma cidade sob vigilância máxima. A capital coreana foi já palco de várias manifestãções contra a cimeira, sem problemas a assinalar.

Este encontro das 20 mais importantes economias mundiais decorre até sábado.