Última hora

Última hora

EUA anunciam ajuda militar de dois mil milhões de dólares para o Paquistão

Em leitura:

EUA anunciam ajuda militar de dois mil milhões de dólares para o Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A secretária de Estado norte-americana anunciou esta sexta-feira a entrega de mais um pacote de assistência militar para o Paquistão, no valor de dois mil milhões de dólares.

Com esta ajuda, os dois parceiros estratégicos afastam as dúvidas que põem em causa o real empenho de Islamabad na erradicação de rebeldes islamitas com refúgios seguros em território paquistanês.

Durante uma reunião bilateral em Washington, Hillary Clinton saudou os esforços do Paquistão na luta contra os movimentos extremistas: “Os Estados Unidos não têm um parceiro mais forte do que o Paquistão no que diz respeito aos esforços da luta antiterrorista contra os extremistas que nos ameaçam e que também ameaçam o Paquistão. Vamos pedir dois mil milhões de euros ao Congresso em assistência militar estrangeira para 2012 e até 2016”.

Apesar de Clinton ter destacado o esforço dos paquistaneses, nos Estados Unidos há quem considere que Islamabad não luta com determinação suficiente.

O ministro paquistanês dos Negócios Estrangeiros procurou defender-se das críticas, referindo aqueles que dizem que o Paquistão participa nesta luta a contragosto: “Os profetas da desgraça estão de volta ao activo para pintar cenários apocalípticos em relação a esta aliança. Estão redondamente enganados”, assegurou Shah Mehmood Qureshi.

A aprovar pelo Congresso, a ajuda económica suplementar junta-se ao apoio de 7,5 mil milhões de dólares em ajuda ao desenvolvimento já disponibilizado pelos Estados Unidos.

Nos últimos meses, Washington tem pressionado Islamabad para redobrar a luta contra o terrorismo, mas as relações bilaterais deterioraram-se quando um helicóptero norte-americano provocou a morte de dois guardas fronteiriços paquistaneses.