Última hora

Última hora

Detectados primeiros casos de cólera na capital do Haiti

Em leitura:

Detectados primeiros casos de cólera na capital do Haiti

Tamanho do texto Aa Aa

A epidemia de cólera responsável por mais de 220 mortos no Haiti já chegou à capital. As autoridades sanitárias detectaram cinco primeiros casos em Port-au-Prince, onde os campos de refugiados abrigam um milhão e trezentos mil sobreviventes do terremoto devastador de Janeiro.

As fracas condições de higiene dificultam os esforços para tentar conter a epidemia, cuja propagação é essencialmente atribuída a águas contaminadas.

Depois de visitar as regiões afectadas pela doença – no centro do país e a norte da capital -, o presidente René Préval disse que a cólera foi “importada” para o Haiti, sem especificar a proveniência.

Junto ao rio Artibonite, que atravessa as províncias onde foi detectada a epidemia, um residente diz que “a especulação é de que as pessoas apanham o vírus através deste curso de água proveniente da República Dominicana”. No entanto, ele discorda, já que “as pessoas que vivem nesta zona não estão doentes”.

Nas províncias de Artibonite e do Plateau Central, foram assinalados mais de 2600 caso nos últimos três dias.

A Organização Mundial de Saúde diz que o Haiti está confrontado com a pior crise sanitária desde o sismo de 12 de Janeiro, que matou mais de 300 mil pessoas.