Última hora

Última hora

A era das reformas Obama poderá ter acabado

Em leitura:

A era das reformas Obama poderá ter acabado

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama procura reunir as bases do seu Partido para evitar uma derrota eleitoral nas legislativas do próximo dia dois de Novembro.

O presidente alerta os eleitores contra o “perigo” de uma vitória do Partido Republicano lembrando que o país vive a pior crise financeira desde a década de 1930, e receia que a prioridade de um Congresso nas mãos dos republicanos: “Seria eliminar a protecção aos consumidores e a protecção aos contribuintes”.

Braldey Blakeman, antigo conselheiro de George W. Bush adverte que “Obama e a sua equipa devem lembrar-se do exemplo de Bil Clinton que em 1994 sofreu um revés eleitoral, dois anos depois de ter chegado ao poder e isso obrigou a rever as suas ambições em baixa e a trabalhar com os republicanos antes de ter conseguido a reeleição triunfal em 1996”.

O Partido Republicano chega à última semana da campanha com vantagem e obriga os democratas a defender candidatos em estados como o Ohio para manter o controlo da Câmara dos Representantes.

Numa das últimas sondagens os 21 lugares agora ocupados pelos democratas na Câmara dos Representantes são já conquistados pelos republicanos o que leva a crer que a era das reformas Obama terá chegado ao fim.