Última hora

Última hora

Vitória parcial de Merkel em Bruxelas

Em leitura:

Vitória parcial de Merkel em Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Vitória parcial de Angela Merkel na cimeira em Bruxelas. A chanceler alemã conseguiu obter a desejada revisão do Tratado de Lisboa, embora limitada, para criar um fundo de socorro permanente na zona euro.

Mas na prateleira fica uma outra ideia de Berlim: a imposição de sanções políticas aos países sem rigor orçamental. A medida era contestada pelos Estados membros, a começar pela Grécia, e foi abandonada pelo menos por agora.

Para a revisão do Tratado, os europeus desejam abrir um procedimento simplificado. Todos temem longas negociações e referendos, por exemplo, na Irlanda, embora o primeiro-ministro irlandês, Brian Cohen, garanta que não é automático: “Só podemos julgar depois de termos visto uma proposta detalhada. Teremos aconselhamento jurídico, mas no caso da Irlanda não é automático a realização de um referendo de cada vez”.

As modalidades da revisão ficam a cargo de Herman Van Rompuy. As propostas são esperadas na cimeira de Dezembro e o calendário é apertado para que o processo esteja terminado em Junho de 2013, quando expira o actual fundo de socorro.

A tarefa não é fácil, como afirma o nosso correspondente em Bruxelas, Sergio Cantone: “Fundo anticrise, revisão do tratado, taxas de juro e ratificação arriscada: para Herman Van Rompuy começa uma época difícil. Deverá, finalmente, demonstrar que é presidente do Conselho Europeu que todos esperam: aquele que sabe moderar, negociar e encontrar a decisão que agradará a todos”.