Última hora

Última hora

Acordo de Nagoya decepciona Europa

Em leitura:

Acordo de Nagoya decepciona Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Profundamente decepcionante, é assim que os círculos europeus classificam o acordo obtido na cidade japonesa de Nagoya, para a preservação das espécies ameaçadas.

Dizem mesmo que a modéstia deste acordo atinge profundamente o prestígio da ONU. São 193 os países signatários.

Os termos do protocolo poucos progressos trazem para a defesa da biodiversidade.

Os críticos dizem que os negociadores, mais uma vez, cederam aos interesses das industrias farmacêutica e cosmética.

Karl Falkenberg, director geral do Ambiente da Comissão Europeia, afirma: “Podemos condicionar o acesso a matérias genéticos e assim aumentar os rendimentos de muitas pessoas. Penso que, para todos, este é um bom resultado. e estou muito feliz com que aconteceu esta noite aqui, em Nagoya. Agora preciso de beber qualquer coisa”.

Após oito anos de negociações, conseguiu-se apenas que 10 por cento das áreas oceânicas ficassem protegidas, contra 17 das áreas terrestres.

Anteriormente, estes valores eram de 1 e 13 por cento, respectivamente.

As expectativas voltam-se agora para a cidade Mexicana de Cacun, onde em Novembro haverá mais uma cimeira do clima.