Última hora

Última hora

A luta pelo controlo do "carro"

Em leitura:

A luta pelo controlo do "carro"

Tamanho do texto Aa Aa

Num fim-de-semana de campanha eleitoral em quatro estados norte-americanos, o presidente norte-americano dá o tudo por tudo para reconquistar os eleitores que viraram as costas aos democratas.

No Connecticut, Barack Obama utilizou a metáfora do carro para convencer o povo a votar em massa nos democratas nas eleições legislativas intercalares de terça-feira.

“Imaginem que a economia é um carro. Os republicanos conduziram-no até uma vala e nós tivémos que aparecer, pôr as botas e começar a empurrar e a puxar. Finalmente, pusemos este carro na posição certa. De repente, sentimos alguém a tocar-nos no ombro, olhamos para trás e quem é? São os republicamos! E eles dizem: desculpe, podemos ter as chaves de volta? Nós temos que dizer, não! Não podem ter as chaves de volta, vocês não sabem conduzir”, declarou Obama.

Do lado republicano, a antiga governadora do Alasca Sarah Palin foi até à Virginia Ocidental para dar uma ajuda à eleição do candidato senatorial John Raese e pegou na metáfora de Obama.

“A verdade é que Obama, Pelosi e Reid estão ao volante e o carro da nação não está preso numa vala. Não, está a andar em frente e nós estamos a aproximar-nos cada vez mais perto de uma falésia”, disse.

As sondagens apontam para uma derrota dos democratas, com os republicanos a reconquistarem controlo da câmara dos representantes. Todos os 435 assentos estão em jogo na próxima terça-feira, bem como 37 dos 100 lugares senatoriais.