Última hora

Última hora

Arranca a segunda volta das presidenciais no Brasil

Em leitura:

Arranca a segunda volta das presidenciais no Brasil

Tamanho do texto Aa Aa

135,8 milhões de eleitores brasileiros são chamados este domingo às urnas para eleger o novo presidente.

Dilma Rousseff, votou uma hora depois da abertura das assembleias de voto, em Porto Alegre. No exterior tinha à sua espera dezenas de apoiantes.

Aos jornalistas, a candidata apoiada por Lula da Silva, afirmou que a partir de segunda-feira “começa uma nova etapa da democracia”.

José Serra ainda não votou mas o seu número dois, Índio da Costa, fê-lo no Rio de Janeiro, pouco depois das nove da manhã hora local, onze horas em Lisboa, e mostrou-se confiante na vitória.

As últimas sondagens, antes do final da campanha, davam a vitória a Rousseff com cerca de 14 pontos de vantagem sobre Serra.

No Brasil o voto é obrigatório mas, tradicionalmente, a abstenção, na segunda volta, sobe até 3 pontos percentuais. Neste caso, o facto de se tratar de um fim-de-semana prolongado, por um lado e o mau tempo que se faz sentir na maior parte do país, por outro, podem influenciar a taxa de participação.

Mesmo assim, a expectativa é grande. 187 observadores estrangeiros, de 45 países, estão no Brasil, mais do que na primeira volta.