Última hora

Última hora

Pacote-bomba voou em aparelho comercial

Em leitura:

Pacote-bomba voou em aparelho comercial

Tamanho do texto Aa Aa

Uma das encomendas com explosivos, que tinha como destino os Estados Unidos, viajou num voo comercial da Qatar Airways, antes da apreensão no Dubai.

A informação é confirmada pela companhia aérea que adianta que o pacote saiu da capital do Iémen, Sanaa, para Doha.

No Iémen, estudantes da Universidade de Sanaa, protestaram, este domingo, contra a prisão de uma colega suspeita de envolvimento no envio de uma destas encomendas. Alegam que é inocente.

A jovem foi presa pelas autoridades iemenitas, depois do seu número de telefone ter sido identificado como o contacto deixado aquando do envio da encomenda.

Um advogado, da Organização Nacional do Iémen para a defesa dos direitos humanos, afirma que, pelas informações que têm, alguém usou o número de telefone da jovem quando enviou a encomenda.

A jovem foi detida depois de dois pacotes, originários do Iémen, contendo impressoras com bombas nos tinteiros e endereçados a sinagogas em Chicago, terem sido interceptados na Grã-Bretanha e no Dubai.

As autoridades afirmam que os dispositivos têm a marca da Al-Qaeda, cujo braço iemenita, a Al-Qaeda na Península Arábica, esteve por detrás de uma tentativa fracassada de fazer explodir um avião comercial americano, no Natal do ano passado.

Entretanto, o Governo alemão juntou-se a uma série de outros países que suspenderam os voos provenientes do Iémen.