Última hora

Última hora

Ataque a Igreja Católica faz mais de 50 mortos em Bagdade

Em leitura:

Ataque a Igreja Católica faz mais de 50 mortos em Bagdade

Tamanho do texto Aa Aa

A Al-Qaida reivindicou o ataque deste domingo à Igreja Siríaca Católica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Bagdad.

O sequestro de cem fiéis que assistiam à missa e a operação de resgate que se seguiu provocaram a morte a mais de 50 pessoas, entre reféns, sequestradores e forças de segurança.

De acordo com as últimas informações, há registo de 67 feridos. Vários suspeitos foram detidos.

Os soldados iraquianos, apoiados pelo exército norte-americano, puseram fim ao ataque sangrento, reclamado pelo Estado Islâmico do Iraque, um grupo afiliado da Al-Qaida.

O ministro iraquiano da Defesa explica como se desenrolaram as operações de resgate: “Decidimos lançar uma ofensiva terrestre além da aérea porque foi impossível esperar. Os terroristas planeavam matar um grande número dos nossos irmãos, os cristãos que estavam na missa”, diz Abadul-Qadr Al-Obeidi.

Os rebeldes, que detonaram vários explosivos no momento da investida, exigiam a libertação de prisioneiros da Al-Qaida detidos no Iraque e no Egipto.

Os sequestradores tentaram, primeiro, atacar a Bolsa de Bagdad, onde fizeram explodir um carro-bomba, que matou dois guardas.

Agora a Al-Qaida ameaça também os cristãos do Egipto.