Última hora

Última hora

Interdição aérea a voos do Iemen

Em leitura:

Interdição aérea a voos do Iemen

Tamanho do texto Aa Aa

Reino Unido e Alemanha interditaram os seus aeroportos aos voos provenientes do Iemen.
 
A decisão britânica surge na sequência de uma reunião do Gabiente de Crise, convocado para o número 10 de Downning Street.
 
Um dia antes, a Alemanha já tinha já optado por esta via. Os aeroportos nacionais,a partir de agora, recusam todos os voos provenientes do Iemen. Até nova ordem, como disse um porta-voz do governo de Berlim:
  
“Todas as companhias aéreas iemenitas que voam para a Alemanha tem os seus voos recusados e foram dadas instruções à agência alemã de aviação para recusar todos os voos, directos ou indirectos, provenientes do Iemen. Isto significa que, até nova ordem, não haverá voos dessa origem, no espaço aéreo alemão”.
 
As atenções concentram-se no sector de carga que parece ser agora o meio preferido do grupo de Bin Laden.
 
Em Sanaa, a capital do Iemen, os estudantes manifestaram-se, no campus universitário, contra a prisão da colega Hanane al Samaoui, suspeita de envolvimento, na expedição das encomendas armadilhadas.
 
O número do seu telemóvel foi encontrado, num dos documentos do despacho.Mas isso pode ter sido um expediente usado por outro suspeito, Ibraim Hassan al-Asiri, um saudita largamente referenciado como terrorista.