Última hora

Última hora

Sarah Palin: eleição é referendo à "gestão falida" de Obama

Em leitura:

Sarah Palin: eleição é referendo à "gestão falida" de Obama

Tamanho do texto Aa Aa

Sarah Palin continua a campanha contra os democratas. A líder do ultra-conservador Tea Party disse, este domingo, que as eleições intercalares nos Estados Unidos são um referendo à “gestão falida” de Barack Obama.

O favoritismo dos republicanos voltou a confirmar-se este domingo. De acordo com uma sondagem da CNN, 52 por cento dos eleitores vai votar nos conservadores contra 42 por cento que pensa votar nos democratas.

O governador do Mississipi, Haley Barbour, diz que “os temas dominantes na América são a despesa, a dívida pública excessiva, o enorme défice e o desemprego. Por isso, o povo americano está a dizer que as políticas de Obama não funcionam.”

Mas Barack Obama envolveu-se a cem por cento na campanha. Em Cleveland, no Ohio, apelou ao voto e prometeu resolver os problemas económicos se os democratas mantiverem o controlo do Congresso.

“Temos de conseguir que toda a gente no Ohio vote. E no Ohio pode-se votar cedo. Há urnas não muito longe daqui. Se toda a gente que votou pela mudança em 2008 aparecer para votar em 2010 vamos ganhar esta eleição”, declarou.

Barack Obama tenta reacender a chama popular que o levou à Casa Branca. Na próxima terça-feira, os Estados Unidos renovam os 435 lugares da Câmara dos Representantes, 37 dos 100 senadores e 37 governadores.