Última hora

Última hora

Contam-se os votos na Costa do Marfim

Em leitura:

Contam-se os votos na Costa do Marfim

Tamanho do texto Aa Aa

Na Costa do Marfim, já se contam os votos das eleições presidenciais deste domingo que registaram uma afluência record – mais de 80 por cento.

Espera-se que seja o ponto partida para o regresso do país à via democrática, depois de 10 anos de crise política e institucional.

O enviado das Nações Unidas encontrou-se com o presidente-candidato, Laurent Gbagbo, que surge no lote do favoritos, numa eleição sem incidentes. O enviado da ONU enfatizou a forma como tudo tem corrido:

“Como ontem tudo foi um enorme sucesso, eu estou mais confiante que os resultados serão respeitados e que não haverá violência”.

Outro candidato do pelotão da frente é o também ex-presidente, Henri Konan Bédié.

Mas os analistas dizem que Bédié tem possibilidades mais reduzidas

Candidato mais forte é o antigo primeiro-ministro, Alassane Ouattara, o eterno rival de Gbagbo.

Mas Ouattara pertence a uma etnia minoritária e isso pode ser um factor decisivo.