Última hora

Última hora

Mais embaixadas alvo de encomendas bomba na Grécia

Em leitura:

Mais embaixadas alvo de encomendas bomba na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

As embaixadas portuguesa e norueguesa em Atenas, foram evacuadas devido a encomendas suspeitas, endereçadas aos embaixadores. O seu conteúdo é desconhecido.

Na Grécia continua a caça ao homem. São cinco os suspeitos procurados com alegadas ligações ao movimento anarquista “Conspiração das células de fogo”.

A polícia deteve pelo menos dois homens, depois de deixarem encomendas em agências de entrega rápida na capital grega.

Questionado sobre uma provável ligação entre estes incidentes e a situação grega, o analista Dmitris Bekiaris explica que este tipo de luta armada é tradição no país e não tem nada a ver com as condições actuais. Acrescenta que estes grupos existiam antes do FMI tomar o controlo da situação. Antes das medidas de austeridade, antes da crise que, segundo este analista, “todos sabem ser uma crise séria”.

Enquanto o Presidente grego condena estes actos a Comissão Europeia e Presidência da UE querem acção e convocaram uma reunião, para a próxima sexta-feira, para debater a questão da segurança.

Na Grécia, como medida de precaução, foi suspenso o envio de correio internacional. As autoridades gregas suspeitam que outras remessas possam ter seguido para o exterior.

As embaixadas na Grécia têm sido os principais alvos de encomendas bomba, dois pequenos engenhos chegaram a explodir nas representações suíça e russa. Mas algumas seguiram para fora do país. Uma era dirigida ao Presidente francês, outra à Chanceler alemã e uma terceira ao Primeiro-ministro italiano.