Última hora

Última hora

Conselho de Direitos Humanos da ONU critica EUA

Em leitura:

Conselho de Direitos Humanos da ONU critica EUA

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos foram, hoje, criticados por causa da sua política de direitos humanos, no Exame Periódico Universal do Conselho de Direitos Humanos da ONU, a decorrer em Genebra.

Cuba e Venezuela foram os primeiros países a apontar críticas. Entre várias recomendações, pediram o fim do bloqueio de Cuba, a libertação de cinco presos políticos cubanos detidos arbitrariamente nos EUA e acabar com os crimes das suas tropas no exterior.

A delegação de Washington, pela voz da secretária de Estado adjunta para os Organismos Internacionais, Esther Brimmer, destacou o compromisso de Barack Obama com o multilateralismo e o Estado de Direito.“Como o presidente Obama tem dito, a Declaração da Independência, a Constituição e a Carta dos Direitos, não são apenas palavras escritas num pergaminho envelhecimento. São o fundamento da liberdade e da justiça do país e uma luz que brilha para todos aqueles que procuram a liberdade, justiça, igualdade e dignidade no mundo. Ocupamos um lugar no processo do EPU com orgulho nas nossas realizações, na honestidade com que enfrentamos os desafios permanentes e com o compromisso de utilizar o sistema internacional para elevar e promover a protecção dos direitos humanos no país e no exterior.”

A manutenção da pena de morte colheu críticas de países como o Reino Unido e a Austrália, assim como as torturas e abusos nas prisões em Guantánamo, no Iraque e Afeganistão.

O Brasil pediu aos Estados Unidos que permitam o acesso da Cruz Vermelha aos detidos, nestas prisões, e denunciou, ainda, a legislação do Estado do Arizona que criminaliza os imigrantes ilegais.

A protecção ambiental não foi esquecida, os Estados Unidos foram advertidos a rever a sua política ambiental e tomar medidas para reduzir as emissões poluentes.