Última hora

Última hora

ONG: direitos humanos esquecidos em França

Em leitura:

ONG: direitos humanos esquecidos em França

Tamanho do texto Aa Aa

A visita de chefe de Estado chinês a França está debaixo de fogo.

As ONG acusam o presidente francês, Nicolas Sarkozy, de colocar os interesses económicos à frente dos direitos humanos.

Durante a visita de Hu Jintao, foram rubricados dezenas de acordos.

Esta sexta-feira, foram assinados 15 contratos com empresas francesas nas áreas das telecomunicações, energia e biotecnologia.

Os acordos assinados no primeiro dia da visita estão avaliados em cerca de 14 mil milhões de euros.

Os mega contratos envolvem empresas como a Total e a Airbus, que conseguiu uma encomenda de 102 aviões.

As boas notícias, não ficam por aqui já que Pequim prometeu duplicar as trocas comerciais no prazo de cinco anos.

O Eliseu quis evitar perguntas incómodas a Hu Jintao e conseguiu. Não houve lugar para conferências de imprensa e durante os três dias da visita, o presidente chinês não respondeu a questões de jornalistas.

Em Paris, manifestantes ergueram guarda-chuvas brancos para lembrar o dissidente chinês e Nobel da Paz 2010, que se encontra preso. Mas a rápida intervenção da polícia acabou por silenciar os protestos.

Hu Jintao chega a Portugal este sábado para uma visita de dois dias.