Última hora

Última hora

Jornalista russo em coma

Em leitura:

Jornalista russo em coma

Tamanho do texto Aa Aa

Um jornalista político do diário independente Kommersant permanece internado num hospital de Moscovo, em coma induzido.

Foi agredido por dois homens, em Moscovo.

Fontes da redacção do Kommersant dizem que isto é mais um ataque à liberdade de imprensa, na Rússia.

Oleg Kachine tem 30 anos e vai continuar mais alguns dias em coma artificial. As próximas horas serão determinantes, para avaliar a sua evolução

Eugénia Milova, a mulher, diz que o estilo de agressão indicia que se trata de um aviso:

“Julgo que, pelo facto de o Oleg ter os maxilares partidos, os dedos e as pernas também partidos, isto parece ser, obviamente, um aviso de alguém, para que ele não ande à volta das histórias de alguém, que não as publique, que não fale sobre eles”.

Na memória está ainda o assassinato de outra jornalista independente, Anna Politkovskaia, assassinada à porta de casa, em 2006.

Até hoje, a justiça não resolveu este caso.

Kachine cobria a actividade do presidnete Dmitri Medvedev, mas também de alguns lideres da oposição, como do antigo xadrezista, Garry Kasparov.