Última hora

Última hora

China ataca decisão da Fed

Em leitura:

China ataca decisão da Fed

Tamanho do texto Aa Aa

A China atacou os Estados Unidos por causa da decisão da Reserva Federal de emitir mais dinheiro. Para os chineses, esta medida da Fed, que pretende dar um empurrão à economia dos Estados Unidos, pode criar um choque nos mercados globais.

A China junta-se assim a outras grandes economias mundiais, em vésperas das cimeiras do G20 e da APEC, a condenar a decisão da Fed.

A Reserva Federal, presidida por Ben Bernanke, decidiu comprar 600 mil milhões de dólares em obrigações do tesouro e colocar nova moeda em circulação, correpondente a essa quantia.

Diz o presidente Barack Obama: “A pior coisa que pode acontecer à economia mundial, não apenas americana, é haver um crescimento económico nulo ou muito limitado. É essa a preocupação da Fed e minha, também”.

Segundo os chineses, as acções de Washington são uma forma indirecta de manipular as divisas, que pode levar a uma nova guerra monetária.

A perspectiva de uma guerra de divisas em larga escala levou o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, a sugerir que o ouro volte a ser a referência para as principais divisas mundiais.

O valor da onça atingiu um novo máximo histórico esta manhã, ao cotar-se a quase 1.400 dólares.