Última hora

Última hora

Falsas vítimas do Holocausto

Em leitura:

Falsas vítimas do Holocausto

Tamanho do texto Aa Aa

A procuradoria de Nova Iorque desarticulou uma rede de falsificação de identidades através da qual cinco mil judeus receberam cerca 42 milhões de euros fazendo-se passar por vítimas do holocausto.

Os acusados, que se passavam por vítimas do nazismo, adulteraram as certidões de nascimento e passaportes. Eles nasceram em sua maioria depois da Segunda Guerra Mundial e um deles nem é judeu. como explicou um dos responsáveis pelo inquérito.

O FBI prendeu 11 pessoas e 17 foram acusadas por crimes de fraude como resultado da investigação que descobriu que seis funcionários da Conferência sobre Reclamações Materiais Judeus contra a Alemanha, com sede em Nova York, processaram milhares de petições fraudulentas.

O escândalo marca o aniversário o aniversário de 72 anos da chamada Noite dos Cristais, que ficou como referência do início do Holocausto na Alemanha, lembrado ontem em Frankfurt.