Última hora

Última hora

Cólera já matou mais de 700 pessoas no Haïti

Em leitura:

Cólera já matou mais de 700 pessoas no Haïti

Tamanho do texto Aa Aa

São já mais de 700 os mortos provocados pela cólera no Haïti.

11 mil pessoas estão hospitalizadas e a epidemia, que começa a instalar-se na capital, Port-au-Prince, atinge também já Gonaïves, a segunda cidade do país.

Dois terços das mortes ocorreram no departamento de Artibonite, onde terá surgido o primeiro foco da epidemia. Desconhece-se ainda a forma como a doença chegou ao país.

As autoridades haitianas e os elementos da ajuda internacional desdobram-se em campanhas para ensinar as pessoas a lavar as mãos, não comerem alimentos crús e tomarem todas as precauções, mas os serviços de saúde não tem dúvidas de que a cólera vai manter-se por um longo período no Haïti.

O mais pobre país das Caraíbas foi devastado em Janeiro por um violento sismo. Desde aí, milhões de pessoas vivem em condições sanitárias muito precárias. Terreno fértil para doenças endémicas como a cólera.