Última hora

Última hora

Obama: "concordámos que valor das divisas deve reflectir economias"

Em leitura:

Obama: "concordámos que valor das divisas deve reflectir economias"

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes do G20, reunidos na cimeira de Seul, concordaram em evitar uma desvalorização competitiva das divisas. Um acordo que surge no contexto da chamada guerra cambial, em particular entre a China e os Estados Unidos.

O presidente norte-americano Barack Obama explicou o que ficou acordado. “Concordámos que as taxas de câmbio devem reflectir as realidades economias. E tal como as económicas mais avançadas precisam de continuar a preservar a estabilidade na reserva de divisas, as economias emergentes têm de permitir que o mercado dirija o valor das divisas. Este foi um assunto que abordei com o presidente Hu da China e vamos continuar a observar atentamente a apreciação da moeda chinesa. Todos nos precisamos de evitar acções que perpetuam desequilíbrios e que dão uma vantagem indevida de um país sobre o outro”, declarou Obama.

O presidente americano também fez uma referência à liberalização do comércio e anunciou que os Estados Unidos vão continuar a trabalhar para conseguirem finalmente um acordo com a Coreia do Sul.