Última hora

Última hora

Talibãs reivindicam autoria de atentado em Carachi

Em leitura:

Talibãs reivindicam autoria de atentado em Carachi

Tamanho do texto Aa Aa

Uma violenta explosão fez tremer a cidade de Carachi, no Paquistão.
Os talibãs paquistaneses reivindicaram já este atentado contra uma agência de segurança da cidade.
O ataque terrorista provocou, pelo menos, duas dezenas de mortos, mais de uma centena de feridos e grandes estragos na zona da explosão.
Um suicida provocou a explosão de uma furgoneta carregada de explosivos, junto ao edifício do Departamento de Investigação Criminal da Polícia de Carachi.
A explosão ouviu-se a quilómetros de distância e provocou uma cratera com quatro metros de profundidade.

Segundo as testemunhas o cenário é desolador.
“A explosão foi tão grande que um prédio de dois andares ruiu. A maioria das pessoas ainda se encontra debaixo dos escombros. Muitos oficiais do departamento de Investigação Criminal morreram na explosão.” Carachi é a maior cidade do Paquistão, com cerca de 14 milhões de pessoas, 3 milhões das quais pertencem à etnia pashtun, que é a mesma dos talibãs.
A cidade serve ainda de refúgio a vários combatentes e dirigentes talibãs membros de outros grupos extremistas.

A zona da explosão é uma zona sensível de Carachi, dotada de fortes medidas de segurança, pois é aqui que se encontram as residências do governador e do chefe do governo da província de Sindh.
O primeiro-ministro paquistanês, Yusuf Raza Gilani, condenou já o atentado e ordenou abertura de um inquérito.