Última hora

Última hora

Guerra cambial exportada para a cimeira da APEC

Em leitura:

Guerra cambial exportada para a cimeira da APEC

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra cambial debatida na cimeira do G20 foi “exportada” para o palco da APEC. O Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico decorre este sábado e domingo em Yokohama, perto de Tóquio, no Japão. Conta com a participação de representantes de 21 economias, incluindo Estados Unidos e China.

O presidente chinês, Hu Jintao, garante que vai ajustar de forma gradual o valor da moeda. Uma resposta às queixas americanas de que o yuan está subvalorizado, contribuindo para enormes desigualdades comerciais.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deixou o recado: “Uma das lições mais importantes da crise económica são os limites da dependência em relação aos consumidores americanos e às exportações asiáticas. Os países com excedentes comerciais devem afastar-se de uma dependência doentia nas exportações e dar passos para impulsionar a procura interna.”

Mas a cimeira da APEC desencadeou protestos nas ruas de Yokohama. Os manifestantes contestam o debate sobre a liberalização das trocas comerciais. Algo que vêem como uma ameaça ao sector agrícola, até aqui profundamente protegido.