Última hora

Última hora

A protecção americana aos nazis

Em leitura:

A protecção americana aos nazis

Tamanho do texto Aa Aa

Os serviços secretos norte-americanos ofereceram refúgio nos Estados Unidos a muitos dirigentes nazis e colaboradores do regime de Hitler, após a II Guerra Mundial.

A informação surge num relatório agora divulgado pelo jornal New York Times e também no sítio web do National Security Archive, um grupo de investigação independente da universidade George Washington.

Eric Lichtblau foi o jornalista do new York Times que teve acesso ao documento de 600 páginas:
“O governo sabe muito mais do que se pensava sobre a história da colaboração americana com os nazis no período pós Segunda Guerra Mundial”, afirma.

Um dos casos apontados no relatório é o de
Arthur Rudolph, recrutado entre as várias centenas de cientistas estrangeiros que participaram no programa espacial norte-americano. Rudolph trabalhou na construção de foguetões e foi mesmo considerado pela NASA como o pai do Saturno V.

“Continuamos a encobrir isto? Continuamos a esconder o papel que muitos desempenharam em nome de um qualquer interesse nacional? É mais do que tempo que o país saiba”, defende este membro da liga anti-difamação.

Desde 2006 que o Departamento norte-americano da Justiça tentava impedir a divulgação do relatório. O documento prova que a CIA chegou a debater como deveriam proceder estes nazis se fossem interrogados sobre o passado.