Última hora

Última hora

Dia "D" para Berlusconi

Em leitura:

Dia "D" para Berlusconi

Tamanho do texto Aa Aa

Chegou o dia de todas as decisões em Itália.

Esta segunda-feira é a data anunciada para a demissão do ministro, do vice-ministro e dos dois secretários de Estados, fiéis a Gianfranco Fini.

Este facto pode não derrubar Sílvio Berlusconi mas obriga-o a pelo menos, remodelar o governo.

O primeiro-ministro anunciou que se não conseguir a aprovação de um voto de confiança na Câmara dos Deputados, esta será dissolvida. “Se não tivermos a confiança na Câmara dos Deputados, muito bem, vamos a votos apenas para esta assembleia e veremos o que decidem os italianos.”

A crise política atingiu o seu pico quando, há uma semana, o ex-apoiante de Berlusconi e presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini, pediu ao primeiro-ministro que se demita e que abra caminho para formação de um novo governo com o apoio de uma maioria reforçada.

“Il Cavalieri” pôs imediatamente de lado a hipótese de se demitir e afirmou que caso perca o apoio do parlamento, a única alternativa é convocar eleições antecipadas, no início de 2011.

Sílvio Berlusconi está confiante que os italianos o reconduzirão de novo ao cargo.