Última hora

Última hora

Itália: membros do Governo batem com a porta

Em leitura:

Itália: membros do Governo batem com a porta

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro membros do Governo do primeiro-ministro italiano e próximos de Gianfranco Fini apresentaram a demissão.

É o caso do ministro para a Política Europeia, o vice-ministro do Desenvolvimento, e os secretários de Estado para Agricultura e Ambiente.

Um gesto que os aliados de Silvio Berlusconi já baptizaram de traição.

Com a saída dos dissidentes do Governo conservador, o chefe do executivo vai ser obrigado a reformar o gabinete, depois de perder o apoio do presidente da Câmara de Deputados.

Em tempos de crise política, multiplicam-se as moções de apoio e censura ao primeiro-ministro.

“Em nome da responsabilidade também a oposição disse estar pronta a fazer passar no Parlamento o Orçamento de Estado, mas logo depois será votada uma moção de censura que vai demonstrar, claramente, que o Governo de Berlusconi não tem condições para continuar” afirma Dario Franceschini da oposição.

Á lista das demissões soma-se, ainda, um quinto membro do executivo: a secretário de Estado das Infra-estruturas e Transportes, do partido siciliano MPA.

O primeiro-ministro italiano, a braços com vários escândalos sexuais recusa demitir-se.