Última hora

Última hora

Atenas: Protestos contra ameaça de mais medidas de austeridade

Em leitura:

Atenas: Protestos contra ameaça de mais medidas de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Em Atenas, os protestos desta segunda-feira contra a visita da delegação do FMI e da União Europeia degeneraram em confrontos com a polícia. A manifestação foi convocada pelo Partido Comunista e grupos de esquerda que temem o anúncio de novas medidas de austeridade, ainda esta semana.

O Eurostat reviu em alta o défice do país em 2009 para 15,4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) contra a anterior estimativa 13,6 por cento.

Apesar da vitória dos socialistas nas eleições regionais, a secretária-geral do Partido Comunista não hesitou em dizer que “há uma guerra contra os direitos do povo” e que o povo deve responder na mesma moeda.

Uma manifestante diz que a sua reforma foi reduzida, que os filhos não encontram trabalho nem têm um futuro promissor e que está a ser afectada por toda a situação.

Esta segunda-feira, o ministro grego das Finanças reuniu-se com responsáveis do Fundo Monetário Internacional, do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia. Uma reunião para fiscalizar as contas antes de ser dada luz verde à transferência da terceira fatia dos cem mil milhões de euros acordados em Maio.

Já o primeiro-ministro, Georges Papandréou, foi recebido pelo presidente francês, em Paris. Papandréou admitiu a possibilidade de adiar o reembolso do empréstimo para além da data prevista de 2015.