Última hora

Última hora

Indemnizações para ex-presos torturados em Guantánamo

Em leitura:

Indemnizações para ex-presos torturados em Guantánamo

Tamanho do texto Aa Aa

Para evitar uma batalha judicial, o Governo britânico deve anunciar, esta terça-feira, o pagamento de milhões de libras em indemnizações a ex-presos de Guantánamo.

Os antigos detidos acusam as forças de segurança britânicas de cumplicidade nas torturas que sofreram. Após semanas de negociações, os advogados do Executivo e dos ex-presos de Guantánamo chegaram a um acordo extrajudicial.

Os valores das indemnizações não foram revelados, mas pelo menos um destes homens, todos cidadãos ou residentes britânicos, deve receber mais de um milhão de libras.

O primeiro-ministro tinha autorizado as negociações, em Julho. “Os nossos serviços estão paralisados pela burocracia, tentando defender-se em demorados casos judiciais, com regras incertas. A nossa reputação enquanto país que acredita em Direitos Humanos, Justiça, equidade e no Estado de Direito, de facto, para muito daquilo que está na razão de ser dos serviços, corre o risco de ser manchada”, justificou David Cameron.

O primeiro-ministro deu luz verde às negociações depois de o tribunal ter decidido que, durante o julgamento, deveriam ser tornados públicos milhares de documentos classificados como secretos.

Perdido em Guantanamo, uma reportagem a não perder